Automação Residencial e Tecnologia de Integração

Protocolos sem fio

Home Theater e App

 Protocolos sem fio na Automação Residencial

Zigbee - Z-wave  - UHF (Ultra-High-Frequancy)


Protocolos que usam tecnologias totalmente baseadas em rádio, usando o espectro da rádio frequência (RF) para estabelecer comunicação entre os dispositivos.

Com a facilidade de fácil adaptação de topologia, por serem baseados ao sistema de topologia “Mesh” (malha) muitos desses dispositivos podem ser incluídos ou excluídos a qualquer instante, calculando novas rotas imediatamente.

Cada módulo é considerado um “nó” na rede, a medida em que se adiciona um módulo esse automaticamente passa a se comunicar com outro, criando assim a topologia “Mesh”, entretando o aumento de “nós” cria a necessidade de novas rotas, pois podem saturar a rede.
Atualmente as principais tecnologias sem fio utilizadas em automação residencial são o Zigbee, Z-wave e o UHF (Ultra-High-Frequancy).

Zigbee
Desenvolvido em 2005 pela ZigbeeAlliance com base no padrão IEEE 802.15.4, o nome Zigbee se deve ao fato de que as mensagens trafegam pela rede em zigzag (Zig) fazendo barulho como abelhas (Bee). A tecnologia atende a uma variedade de aplicações, desde dispositivos que trabalham a baterias até equipamentos para aplicação em automação residencial ou industrial, enquadrando se assim na rede “Mesh” com dispositivos que consomem pouca energia e baixo custo.

Mesmo um único dispositivo alcançando vários metros, a agregação de outros dispositivos na mesma rede aumenta significativamente o alcance da rede.

Z-wave
O Z-wave é um padrão de redes roteada e sem fio desenvolvido pela empresa ZenSys As, sendo desenvolvido para a aplicação em automação residencial. Os fabricantes precisam homologar seus equipamentos na Z-wave Alliance para garantir sua interoperabilidade, já que utiliza o mesmo roteamento através da rede “Mesh”.

UHF(Ultra-High Frequence)
Operando na faixa de 260 a 470 MHz é muito usada por métodos de codificação proprietária com muitos equipamentos no mercado utilizando essa frequência, sendo as mais populares operando em 433 MHz.
Alguns exemplos desses equipamentos são os sistemas de alarmes, controladores de iluminação e controles remotos de portões.
Por se tratar de uma banda de frequência não licenciada os órgãos regulamentadores exigem que esses equipamentos operem em caráter intermitente e a baixas potências, ou seja não há um padrão de comunicação efetiva.


Fontes: